13º salário: Gastar ou Poupar? Eis a questão!

Dicas para usar seu 13º salário de forma inteligente

 

Para começar falando a verdade, já deveríamos pensar no nosso 13º no início do ano, e não agora que ele chegou. Mas tudo bem, ainda dá tempo de fazer escolhas com sabedoria para destinar esse dinheiro extra.

É muito comum termos a sensação de ter dinheiro sobrando em novembro e dezembro e logo ter aquele desejo de gastar. Porém, é preciso lembrar que no início do próximo ano tem IPTU, IPVA, material escolar, etc.

Não há uma receita pronta que serve para todas as pessoas, pois cada uma se encontra em uma situação. Então veja abaixo algumas dicas do que fazer, de forma prática, de acordo com a sua situação:

1- Se tiver dívidas, elas são a prioridade: porque nesse caso, a mágica dos juros compostos está contra você, então as dívidas podem virar uma bola de neve. Aproveite o 13º para negociá-las e quitá-las à vista. Dinheiro na mão traz bons descontos. Caso haja mais de uma dívida, opte sempre pelas que têm os juros mais altos (como cartão de crédito e cheque especial, por exemplo).

2- Caso não tenha dívidas: se preocupe com as contas do início do ano, citadas anteriormente. Organize seu orçamento, coloque-o em dia e separe a quantia para bancar essas contas, sem usar seu salário de Janeiro. Lembre-se, se essas contas são ‘extras’, você também precisa de um dinheiro extra para pagá-las. Aí então você pode se organizar para usar o que sobrar … Se sobrar  =/

3- O orçamento está organizado, já separei a parte do 13º para as contas do início do ano e sobrou: Opa! Aí sim! Se sua situação é essa, você pode escolher o que fazer com o restante do seu 13º. Nossa dica é: RECOMPENSE A SI MESMO PRIMEIRO! Antes de pensar nos presentes de fim de ano, pense em você, afinal, você suou bastante para receber esse dinheiro, né? No entanto, há algo muito importante para ser lembrado: A liquidação de Janeiro! Isso mesmo! Se você quer comprar algo mais caro, lembre-se dela, pois vale muito a pena. Isso não quer dizer que você não possa comprar nada para si em dezembro. Coloque na ponta do lápis, defina um valor e cumpra-o, presenteie-se!

4- Fundo de Emergência: Essa é uma poupança destinada para imprevistos. Caso ainda não tenha uma, essa pode ser uma boa hora para iniciá-la. Nunca se sabe quando o carro vai dar problema, ou quando vai precisar de algum medicamento. Imprevistos acontecem e temos que estar preparados.

5- Presentes de fim de ano: Essa opção só vale caso você esteja na condição da dica 3, ok? Faça a lista de pessoas que deseja presentear. Em seguida, verifique no seu orçamento a verba que pode ser destinada para isso. Divida o valor pela quantidade de pessoas para saber quanto pode gastar com cada uma. Aí seja fiel ao seu planejamento e boas compras!

6- Gastar com uma viagem: Se sua casa da moeda estiver organizada (como citado na dica 3), você pode usar esse dinheiro para realizar uma viagem desejada. Pesquise os melhores preços, planeje-se e pague à vista. Parcelar não é uma boa opção nesse momento devido às contas do início do ano. Mas é proibido parcelar alguma parte da viagem? Não! Porém para isso você deve planejar bem o seu orçamento durante os meses em que pagará por essas parcelas. Se conseguir fazer isso direitinho, ok. No entanto a vista é melhor =). Mas quer uma dica melhor ainda? É usar o 13º de agora para a viagem do fim do ano que vem. Se você aplicar esse dinheiro, por exemplo, no Tesouro Selic, ele vai te dar um bom rendimento para sua viagem do ano que vem. Lembra que no começo do artigo eu disse que o 13º deve ser pensado desde o começo do ano? Então, você pode começar a agir assim agora. Isso é inteligência financeira! 😉

7- Investir para o futuro: Aí sim hein! Que maravilha de opção! Você pode destinar o seu 13º salário para investir na sua independência financeira. Sim, aquele investimento de longo prazo que vai te garantir um futuro sustentável e saudável. Essa será a sua galinha dos ovos de ouro. Para ver as melhores aplicações para você, procure uma Corretora de Valores.